Veja 10 dicas para não errar nas compras do material escolar

naom_56ec9e67a66d6

Com a volta às aulas, os pais devem ficar atentos na hora de comprar o material escolar das crianças.

Veja 10 dicas para não errar nas compras de material escolar:

1 – Material escolar de uso coletivo

Pela Lei 12.886/2013, não pode ser incluso na lista materiais de uso coletivo, higiene e limpeza ou taxas para suprir despesas com água, luz, telefone, impressão e fotocópia. Também é vedada a obrigatoriedade da compra dos materiais na própria escola.

2 – Taxa de material

A escola está proibida de cobrar uma taxa de material sem a apresentação de uma lista de itens.

3 – Pesquisa de preço

Conforme consta no Código de Defesa do Consumidor, as peças publicitárias fazem parte do contrato e devem ser seguidas pelos estabelecimentos. Por isso, o consumidor deve guardar todo o material publicitário na hora de pesquisar preço. O Procon-SP constatou diferença de até 457% no preço de um mesmo produto.

4 – Material licenciado

Os materiais escolares licenciados geralmente têm um preço mais elevado. O consumidor que quer economizar deve evitar a compra de itens com personagens, logotipos e marcas importadas.

5 – Embalagem

O consumidor deve ficar atento às embalagens dos itens escolares. Colas, tintas, pincéis atômicos, fitas adesivas, entre outros, devem conter informações claras, precisas e em língua portuguesa.

6 – Reutilize o que for possível

Pense antes de comprar. Muitos itens podem ser reutilizados do ano letivo anterior.

7 – Compras coletivas

Alguns estabelecimentos dão descontos para compras em grandes quantidades. Uma boa dica é juntar alguns pais de alunos e fazer uma compra só.

8 – Apostila

Algumas instituições de ensino utilizam apostilas como material didático. Somente para este item pode haver exigência de compra em determinados estabelecimentos ou na própria escola.

9 – Certificação

Fique atento se o material escolar possui certificação do Inmetro. Alguns produtos só podem ser comercializados com o selo.

10 – Nota fiscal

Não se esqueça de exigir ao estabelecimento a nota fiscal. Após a compra, observe com atenção todos os itens da lista.