Whatsapp “fecha” 10 milhões de linhas telefônicas

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), cerca de 10 milhões de linhas telefônicas (diminuição de 3% na base) foram canceladas nos últimos cinco meses. Um dos principais motivos seria a prevalência e preferência dos usuários em utilizarem o WhatsApp.

Todas as operadoras no país sofreram grandes perdas. A Vivo perdeu 3,6 milhões de linhas. A TIM, 3,3 milhões. A Claro perdeu cerca de 2,5 milhões de linhas e a Oi, que perdeu menos clientes, ficou com 1,3 milhão de linhas a menos. Devido a estes números, meses atrás chegou-se a discutir a possibilidade de “taxar” o aplicativo, o que foi refutado por vários internautas.

Os números podem ser entendidos como uma preferência generalizada dos usuários a apps de mensagem, como WhatsApp e Viber. As operadoras já haviam, anteriormente no ano, esboçado uma guerra contra o app gigante – mas não conseguiram embasamento jurídico para tentar uma ação contra a empresa. Elas alegavam que o app disponibiliza concorrência pelo mesmo serviço, porém sem arcar com pagamento de impostos.

O Brasil, com exatos 10.358.097 desligamentos de linha até outubro deste ano, está atrás de Bolívia (10,5 milhões) e Portugal (11,8 milhões). Ainda assim, figura entre os líderes mundiais de cancelamento telefônico.